Pesquisar este blog

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Sopa de Pedra


O papai sempre gostou de fazer coisas junto conosco, uma delas era assistir ao Programa “Os Trapalhões”, nossa adorávamos o Didi, o Zacarias, O mussum e o Dedé. Em um dos episódios eu me lembro que o Didi fazia o papel de um mendigo e apostou com uma pessoa que passava pela rua que ele podia fazer uma sopa de pedra, mas aquela pessoa não acreditando nele levou o mendigo até a sua casa e lá o Didi fez a festa e preparou a tal sopa.

Acabando de ver a esse episódio eu perguntei pro papai: “Mas papai existe mesmo essa sopa de pedra?” e ele me disse que sim e que sabia fazer também, e eu acreditei! No outro dia na sala da terceira séria com a Professora Renil eu que era bastante “Maroca” e adorava me gabar do papai cheguei toda gabola dizendo que ele sabia fazer a sopa de pedra, mas foi tanta risada nesse dia que eu quase virei uma avestruz colocando minha cabeça debaixo da terra. Fui pra casa triste e pensativa, mas nada me tirava da cabeça que meu pai sabia sim fazer a sopa de pedra!


A Real História da Sopa de Pedra
Sopa de pedra ou sopa da pedra é uma sopa típica da culinária de Portugal, em particular da cidade de Almeirim, situada no coração da região do Ribatejo, considerada a "capital da sopa da pedra".
Ao contrário do que o nome indica, a sopa de pedra é uma sopa com muitos ingredientes, em que a “pedra” é apenas o “pretexto”. Aparentemente, esta designação encontra-se em muitas culturas ocidentais e tem como base uma lenda ou fábula.
Um frade pobre, que andava em peregrinação, chegou a uma casa e, orgulhoso demais para simplesmente pedir comida, pediu aos donos da casa que lhe emprestassem uma panela para ele preparar uma sopa – de pedra... E tirou do seu bornal uma bela pedra lisa e bem lavada. Os donos da casa ficaram curiosos e, de imediato, deixaram entrar o frade para a cozinha e deram-lhe a panela. O frade colocou a panela ao lume só com a pedra, mas logo disse que era preciso temperar a sopa... A dona da casa deu-lhe o sal, mas ele sugeriu que era melhor se fosse um bocado de chouriço ou toucinho. E lá foi o unto para junto da pedra. Então, o frade perguntou se não tinham qualquer coisa para engrossar a sopa , como batatas ou feijão que tivessem restado da refeição anterior... Assim se engrossou a sopa “de pedra”. Juntaram-se cenouras, mais a carne que estava junta com o feijão e, evidentemente, resultou numa excelente sopa.
Comeram juntos a sopa e, no final, o frade retirou cuidadosamente a pedra da panela, lavou-a e voltou a guardá-la no seu bornal... para a sopa seguinte!
P.S. (A pedra mantem a temperatura da sopa)



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sopa_de_pedra
Por: Elayne

Um comentário:

  1. Mas que curioso, ate fiquei com vontade de preparar uma sopa de pedra. rsrs..

    ResponderExcluir